Notícias Destaques

Procissão do Painel de São Francisco: devoção e fé num ritual de mais de 120 anos

Compartilhe

Procissão com o Painel de São Francisco saindo da Praça da Basílica em direção a Praça dos Romeiros

A concorrência é grande. Muita gente se aperta e procura sempre um jeitinho de chegar perto, de tocar ou de levar ao menos por alguns instantes o Painel de São Francisco. É assim que, toda noite, antes de iniciar a Novena, os romeiros iniciam o ritual de levar simbolicamente o Santo Seráfico de Assis.

A procissão parte da Casa onde o Painel fica exposto durante todo o dia para visita dos fiéis, que em seguida será levado pelas ruas da cidade de Canindé em direção à Praça dos Romeiros. Os motivos dessa simpática caminhada são muitos, seja para cumprir uma promessa, agradecer, manter tradição desde muitos jovens, sempre é uma maneira de estar mais próximo do Santo das Chagas.

Os que não se arriscam a enfrentar a multidão que se comprime em volta do Painel, percorrem com a fé e devoção a caminhada, acompanhando, contritos e piedosos, a procissão. Não faltam cantos, louvores e orações que animam e manifestam a confiança e a esperança no Santo dos pobres.

Este já é um rito que, ano a ano, desde 1890 se repete durante a Festa de São Francisco das Chagas. Criado pelo padre Manoel Cordeiro da Cruz, o Painel de São Francisco tem hoje um significado fascinante e particular. Para muitos romeiros representa o próprio São Francisco, e não são poucos os querem ter a honra de levá-lo consigo um momento, de aproximar-se do Santo tão próximo deles, de manifestar seu carinho e afeto, e dizer que o carrega nos ombros, mas, desde muito tempo, já o têm em seus corações.

Texto de Frei Marcos Carvalho, OFM, com adaptações.

Veja algumas imagens do Painel de São Francisco:

Curiosidades sobre o Painel

A estampa de São Francisco que está no Painel foi restaurada pelos artistas Lisboa e Manoel Messias (in memorian)

A armação da estrutura do Painel de São Francisco das Chagas é feita de madeira e foi confeccionada na Bahia, enquanto a estampa foi confeccionada na Itália. Possuía iluminação à base de lamparinas e velas que com o tempo e a modernidade deram lugar a uma iluminação de lâmpadas alimentadas por baterias.

Depois de muitos anos fazendo parte das festividades e ficar um pouco danificado, ele foi restaurado em 1980 por Maria Vieira (in memorian) e Raimunda Dias. Já a estampa de São Francisco que está no Painel fora restaurada pelos artistas Lisboa (do Centro de Artes Plásticas de Canindé) e Manoel Messias (in memorian), também carinhosamente conhecido como Manoelzinho.

Saiba mais…

O Painel de São Francisco pesa aproximadamente 500 quilos e é necessário cerca de 18 pessoas para conduzi-lo até a Praça dos Romeiros. Durante a caminhada é feito um revezamento e cada cinco minutos um devoto pega no andor e, quando chega ao seu destino final mais de 50 pessoas tem participado da louvação e devoção ao painel.

Fonte: Equipe de Comunicação do Site Santuário e Jornal O Santuário. Colaboração: Frei Marcos Carvalho, OFM. Fotos: Frei João Sannig, OFM.

Ver as notícias do dia a dia da Festa de São Francisco

Ver mais Notícias Destaque!

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

WP-SpamFree by Pole Position Marketing


© 2011-2017 - Santuário de São Francisco das Chagas
Praça da Basílica, 31, Centro - Canindé-CE - CEP 62700-000
Fones: (85) 3343-9950 / 3343-0017 - Caixa Postal: D2
Cactal