Notícias Acontece

Frades do Santuário de São Francisco de Canindé participam do Capítulo Provincial

Compartilhe

“PERMANECE CONOSCO, SENHOR” (Lc 24, 29-33)

Sob o Tema “FORMAR E GERIR EM VISTA DA VIDA FRATERNA E DA MISSÃO”, hoje, dia 03 de janeiro de 2018, tem inicio em Lagoa Seca (Paraíba) o Capítulo da Fraternidade Provincial (Província de Santo Antonio do Brasil). O Capítulo é uma Assembleia que acontece a cada três anos como tempo privilegiado de revisão e planejamento da vida e missão como frades menores no Nordeste do Brasil, na Missão entre os índios Tiriyós (extremo norte do Pará) e nas duas casas da Alemanha.

Da cidade de Canindé, Ce, onde está localizada a Paróquia e Santuário de São Francisco das Chagas, estão participando do Capítulo os frades Frei Marconi Lins (pároco e reitor), Frei Sérgio Moura (guardião do Convento), Frei João Sannig, Frei Paulo Araújo, Frei José Domingos e Frei Jurandir Caetano. E permanecem no atendimento da paróquia e Santuário em Canindé, nas missas, confissões, os frades Frei Adalberto (Cacareco), Frei Dom Martinho e Frei Dom José.

Nestes dias (de 03 a 10 de janeiro) vamos estar em oração pelos frades nesse importante momento de missão!

 

Saiba mais sobre a história dos Capítulos dos frades

Desde o século VIII, os monges beneditinos se reuniam, depois da Hora Prima, para escutar a leitura de um “capítulo” (capitulum) da Regra dos Monges de São Bento. Pouco a pouco, essa reunião da comunidade monástica começou a ser chamada de “capítulo” (do mosteiro), e o lugar em que reuniam, de “sala capitular”.

Nos mosteiros havia dois tipos de capítulo. Um consultivo: o Abade ou Abadessa pedia o conselho da comunidade a respeito de algum assunto. O outro era formativo: o Abade ou a Abadessa fazia um comentário sobre o significado de um trecho da Regra, apenas lido.

O “Capítulo geral” foi criado pelos monges cistercienses, em 1195. Todos os Abades cistercienses reuniam-se uma vez por ano na Abadia de Citeaux (França). Em 1215, o IV Concílio Latrão (cânone 18) estabeleceu que todas as Ordens religiosas celebrassem “capítulos”, de determinados a determinados anos (anual, trienal, etc.), seguindo o exemplo dos cistercienses, com o objetivo de promover a reforma da vida religiosa.

Assim, a palavra “capítulo”, nos tempos de São Francisco, já havia adquirido um significado e gozava de longa e variada tradição. De 1209 a 1217, aproximadamente, se celebrava um “Capítulo geral” duas vezes por ano: na Festa de Pentecostes (maio-junho); e na festa de São Miguel (29 de setembro). Mais tarde, (1218-1223), os Ministros da Itália e regiões vizinhas celebravam cada ano um Capítulo em Pentecostes e, cada ano, celebravam-se também “capítulos provinciais” na Festa de São Miguel. A cada três anos, os Ministros das Províncias “além dos Alpes” participavam do “Capítulo Geral”, na Porciúncula.

Hoje, a Ordem dos Frades Menores estabelece um Capítulo na Província ou Custódia a cada três anos e um Capítulo geral a cada seis anos.

 

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

WP-SpamFree by Pole Position Marketing


© 2011-2018 - Santuário de São Francisco das Chagas
Praça da Basílica, 31, Centro - Canindé-CE - CEP 62700-000
Fones: (85) 3343-9950 / 3343-0017 - Caixa Postal: D2
Cactal