Notícias Destaques

No Zoológico de Canindé nascem dois filhotes de jaguatirica

Compartilhe

Durante o ano muitas espécies de bichos nascem no Zoológico Santuário de São Francisco de Canindé, os mais recentes foram dois filhotes de jaguatirica (Leopardus pardalis), ameaçados de extinção. Os pequenos estão com 03 semanas de vida.

Também registramos o nascimento de outras espécies, sendo: dois guaxinins, duas capivaras, duas cutias, três tatus, três jandaias verdadeiras, além de cem cágados tracajá e cinco muçuã.

No Zoológico de Canindé os bichos tem uma boa adaptação, por conta na natureza, dos ambientes adequados a necessidade de cada espécie, pelo manejo adequado, alimentação balanceada e um bom programa sanitário. Outro ponto importante também é o bom trabalho desenvolvido pela equipe do Zoológico de Canindé, composta de tratadores, veterinário e bióloga.

 

Palavra da Bióloga do Zoo de Cannindé, Malena Albuquerque

Vamos conhecer o que é uma jaguatirica!

Para aqueles que não sabem a jaguatirica é um felino de médio porte, que na idade adulta, pode medir até 1,35 metro, incluindo o rabo e 50 centímetros de altura, e seu peso pode variar entre 11 e 16 quilos, podem viver em torno de vinte anos, e é considerado o terceiro maior felino selvagem das Américas, perdendo apenas para a onça pintada e a onça-parda, que também são encontrados no Zoo. Sua pelagem é de um branco, preto e marrom chegando a atingir a tonalidade dourada na cabeça, com pelos curtos, macios e grossos, sendo um dos bichos selvagens com o pelo mais bonito do Brasil. A curiosidade se situa no ponto de que o pelo do macho é mais forte e grosso do que o pelo da fêmea.

Os machos são maiores que as fêmeas, sendo animais solitários, onde machos e fêmeas só se encontram na época da reprodução. Possuem hábitos noturnos, são bons nadadores e escaladores de árvores, se alimentando de aves e pequenos roedores.

A gestação ocorre em aproximadamente 70 dias, onde a mamãe jaguatirica sempre escolhe ter seus filhotes em buracos, sempre cuidando sozinha de seus filhotes, protegendo e amamentando ou caçando ao mesmo tempo, o macho não participa da criação dos filhotes. Nasce em média um a três filhotes por gestação, não passando dos noventa gramas, com olhos fechados e totalmente dependentes do carinho e cuidados da mãe. O desmame ocorre entre 8 a 10 semanas.

Mesmo proibida, à caça à Jaguatirica infelizmente ainda acontece no Brasil, principalmente no Nordeste, devido algumas pessoas acharem sua pelagem vistosa e que se torna objeto de desejo. Além disso, ainda há o contrabando de animais, pois em muitos locais este animal é considerado como animal de estimação.

Saiba mais…

Remanejo dos bichos do Zoológico

Os animais nascidos no local são encaminhados para algumas Instituições Ambientais. Algumas delas são responsáveis por trabalhos de reintrodução dessas espécies na natureza, como a ONG Pró-Carnívoros, em Atibaia, São Paulo. Outras espécies são enviadas para o CETAS (Centro de Triagem de Animais Silvestres) e outros Zoológicos.

Esse resultado é a prova de que a integração entre o homem e a natureza é fundamental. Todos os animais que estão no Zoo foram recolhidos por motivo de abandono e maus tratos. Sabemos que cada animal tem sua importância para o equilíbrio do meio ambiente, por isso, trabalhamos para garantir a qualidade de vida dessas criaturas de Deus.

Faça como nosso irmão São Francisco de Assis, cuide da natureza, dos animais, procure não retirar os animais silvestres de seu habitat natural, deixe-os em liberdade.

Fonte: Equipe de Comunicação do Site Santuário de Canindé.

 

1 Comentário »

1 Comentário »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

WP-SpamFree by Pole Position Marketing


© 2011-2017 - Santuário de São Francisco das Chagas
Praça da Basílica, 31, Centro - Canindé-CE - CEP 62700-000
Fones: (85) 3343-9950 / 3343-0017 - Caixa Postal: D2
Cactal