Notícias Destaques

Papa Francisco: “o trabalho deve dar dignidade à pessoa”

Compartilhe

Cidade do Vaticano (RV) – Nesta quarta-feira, 1º de maio, Dia do Trabalho, também é dia de Audiência Geral no Vaticano. De fato, o Papa Francisco encontrou-se com milhares de pessoas provenientes de todas as partes do mundo na Praça São Pedro, numa manhã ensolarada, num verdadeiro clima de verão. Foi uma oportunidade para ouvir a reflexão do Santo Padre sobre São José Operário e seus apelos àqueles que tem a responsabilidade de administrar o bem comum:

“Desejo dirigir a todos o convite à solidariedade, e aos Responsáveis das coisas públicas o encorajamento para fazer todo esforço para dar novo impulso às oportunidades de trabalho; isto significa preocuparem-se pela dignidade das pessoas; mas sobretudo, quero dizer não percam a esperança; também São José teve momentos difíceis, mas jamais perdeu a fé e soube superá-los, na certeza que Deus não abandona.”

Em seguida o Papa fez um apelo à juventude:

“Quero dirigir-me em particular a vocês adolescentes e jovens: empenhem-se nos seus deveres diários, nos estudos, no trabalho, nas relações de amizade, nas ajudas ao próximo; o futuro de vocês depende também de como vocês saberão viver estes preciosos anos da vida. Não tenham medo do compromisso e não olhem com medo para o futuro; mantenham viva a esperança: existe sempre uma luz no horizonte.”

Outro apelo, ou melhor, uma denúncia, foi feita pelo Papa Francisco sobre a situação do trabalho escravo que ainda existe na sociedade de hoje

“Quantas pessoas, em todo o mundo, são vítimas deste tipo de escravidão, na qual é a pessoa que serve ao trabalho, enquanto deveria ser o trabalho a oferecer um serviço à pessoa para que ela tenha dignidade. Peço aos irmãos e irmãs na fé e a todos os homens e mulheres de boa vontade uma decidida tomada de posição contra o tráfico de pessoas, no âmbito do qual está o “trabalho escravo”.

Momentos antes o Papa na sua catequese falou da festa de São José Operário, e do mês de maio, tradicionalmente dedicado a Nossa Senhora. A figura de São José – disse Papa Francisco – nos remete à dignidade e importância do trabalho, pois foi com seu pai adotivo que Jesus aprendeu a trabalhar. De fato, o trabalho enche o homem de dignidade e, em certo sentido, o assemelha a Deus que, como se lê na Bíblia, “trabalha sempre” (cf. Jo 5,17). Isso nos leva a pensar em tantas pessoas que se encontram desempregadas, muitas vezes por causa de uma concepção econômica que busca somente o lucro egoísta. Também São José teve de enfrentar momentos difíceis, saindo vencedor pela confiança em Deus que nunca nos abandona.

Ao lado de São José, Nossa Senhora acompanhava com carinho e ternura o crescimento do Filho de Deus feito homem. Aproveitemos o mês de maio para reforçar a consciência da importância e beleza da oração do terço, que permite aprender de Nossa Senhora a contemplar os mistérios da vida de Jesus, percebendo sempre mais a Sua presença junto de nós.

O Santo Padre concluindo a audiência geral de hoje falou, como sempre faz, aos grupos vindos de diversos países. Aos brasileiros presentes Francisco disse: “Neste mês mariano, com a ajuda de Nossa Senhora e São José, busquem sempre contemplar mais intensamente a face do Senhor Jesus para que Ele seja o centro de vossos pensamentos, das vossas orações, da vossa vida.” (CAS)

Fonte: Portal de notícia do Vaticano – www.news.va

Ver + notícias Destaque do Santuário!

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

WP-SpamFree by Pole Position Marketing


© 2011-2017 - Santuário de São Francisco das Chagas
Praça da Basílica, 31, Centro - Canindé-CE - CEP 62700-000
Fones: (85) 3343-9950 / 3343-0017 - Caixa Postal: D2
Cactal