Notícias Destaques

18º Grito dos/as Excluídos/as em Canindé. Veja a programação!

Compartilhe

Com o tema “Queremos um Estado a serviço da Nação, que garanta direitos a toda população!” a Paróquia de São Francisco das Chagas, juntamente com os movimentos sociais irá às ruas de Canindé no próximo dia 07 de setembro de 2012, para mostrar a realidade que normalmente o desfile civil não mostra. Fazer ecoar na cidade os gritos emudecidos por um sistema incapaz de suprir as necessidades básicas dos cidadãos.

O Grito dos Excluídos lançado pela CNBB é uma manifestação popular carregada de simbolismo. É um espaço de animação e profecia, sempre aberto e plural de pessoas, grupos, entidades, igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos/as excluídos/as.

Acompanhe a programação do movimento em Canindé:

6h30 – Concentração em frente à capela de São Tarcísio;

7h30 – Saída em caminhada pelas ruas Gervásio Martins, Joaquim Magalhães e Trav. Monsenhor Zezinho, Tabelião Facundo e encerrando com um caldo comunitário na Praça do Leão em frente à Crede 7.

Teremos como novidade três paradas, três Gritos:

O primeiro é pelo voto livre e consciente – representantes da Igreja Católica;

O Segundo é pela classe dos agricultores, sem terra, sem teto e sem condições mínimas exercerem um trabalho de produção agrícola familiar;

O terceiro é pelos funcionários e servidores públicos – que trabalham, não são devidamente remunerados e ainda sofrem o desprezo das autoridades governamentais;

Movimentos que participarão da 18ª edição do Grito dos Excluídos 2012: Igreja, Sindicato dos Servidores Públicos. Sindicato dos Trabalhadores Rurais, MST, Fórum dos Assentados e Pastorais Sociais.

Organize seu grupo, movimento, comunidade ou pastoral e venha somar conosco com seu Grito de Esperança e de Paz!

Veja algumas imagens da 17ª Edição do Grito, em 2011:

Refletindo os motivos para o Grito

Temos vivido dias difíceis em relação a conjuntura política atual, percebemos com isso que existe pouca gente interessada em defender os direitos dos mais carentes. É necessário gritar para fazer doer nos ouvidos e na consciência daqueles que tem a competência de fazer algo em benefício do bem comum e não fazem.

Vivemos uma realidade caótica, com professores em greve, Policia Federal, estradas esburacadas, pessoas desempregadas, iludidas com uma esmola do governo, saúde pública de péssima qualidade, alimentação precária e assim por diante. São muitos problemas que afetam a vida das pessoas e como dizia o saudoso Dom Helder: “O que nos preocupa não é a força opressora dos fortes e sim a covardia dos fracos”. Isto deve nos motivar para participarmos de um movimento de junção de forças, na esperança, talvez, de mudar a nós mesmos, se for muito difícil mudar algo no sistema imposto a cada um de nós. Por isso o Grito deste ano traz uma temática para ser pensada, refletida e colocada gradativamente em nosso Dia-a-dia. “Queremos um Estado a serviço da nação, que garanta direitos a toda população”.

“Quando os problemas se tornam absurdos, os desafios se tornam apaixonantes.” (Dom Helder Câmara)

“Quem não se movimenta não conhece as correntes que o prende”(Rosa Luxemburgo)

Fonte: Equipe de Organização do Grito dos/as Excluídos/as. Colaboração: Equipe de Comunicação do Site Santuário de Canindé.

 

Notas Históricas

Obelisco da “Independência”

Nos dias 4, 5 e 6 de Setembro de 1922 foi celebrado um tríduo na matriz de São Francisco, com recitação de terço, sermão e bênção, em ação de graças pela transcorrência do primeiro centenário da “Independência do Brasil”.

Foi preparado pelas oficinas tipográficas da Casa de São Francisco um magnífico “Álbum de Canindé”, contento trabalhos artísticos, o qual foi encaminhado para Exposição aberta no Rio de Janeiro em comemoração da passagem do primeiro centenário da “independência” do País.

Frei Matias, auxiliado pelo Círculo Católico Pio X, fez erigir em frente da Escola Paroquial um monumento comemorativo ao centenário da “Independência”, implantado como digna e útil lembrança às gerações futuras.

Fonte: Arquivo Paroquial

Saiba mais sobre o Grito dos/as Excluídos/as!

 Ver mais Notícias Destaque!

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

WP-SpamFree by Pole Position Marketing


© 2011-2017 - Santuário de São Francisco das Chagas
Praça da Basílica, 31, Centro - Canindé-CE - CEP 62700-000
Fones: (85) 3343-9950 / 3343-0017 - Caixa Postal: D2
Cactal